Falar em interior de estado é, automaticamente, assimilar o gosto musical pela cultura sertaneja. Embora a nova safra de cantores e duplas se renove a cada dia e conquiste novos adeptos, o rock e o pop, em suas mais variadas vertentes, sobrevive com muita qualidade também nesta região. 

Pensando em apresentar alguns destes músicos de São José do Rio Preto (SP), e fortalecer a cena dos artistas autorais, que o NERD MÍOPE criou uma lista para que você conheça melhor 05 bandas que tem surgido nos últimos anos na cidade. Aproveite para acompanhar as redes sociais deles e comparecer aos shows. Cada incentivo e apoio aos músicos locais é de extrema ajuda e importância na construção dessa incrível forma de arte chamada música

OFFCASE

O quarteto foi criado no ano passado após um encontro que não foi por acaso. O casal Yasmin Tranjan (baterista) e Thiago Nascimento (baixista/backing vocal), recebia em seu estúdio o músico Mateus Santolli, que procurava o trabalho da dupla para uma gravação de seu projeto solo. Durante o registro, Thiago se emocionou com o vocal de Mateus. Com o convite feito, e aceito, Mateus se uniu com eles e outro amigo do casal, o guitarrista Fabien Laporte. Estava formada a OFFCASE, que carrega um repertório repleto de versões dos maiores sucessos da música pop internacional, como Katy Perry, Michael Jackson e outros.

“A ideia da banda sempre foi, desde o começo, produzir música autoral. O repertório cover que criamos é uma oportunidade de nos conhecermos melhor musicalmente e principalmente nos palcos” , revela Yasmin Tranjan, baterista do grupo. 

Embora os shows da banda sejam focados em versões de sucessos de hits internacionais, os músicos não descartam a criação de canções autorais. A prova disso foi o lançamento da primeira faixa: “WHO I REALLY AM?”. 

Acompanhe a OFFCASE nas redes sociais e shows:

~> FacebookYouTubeInstagramSpotify <~

Contato para Shows: (17) 99173-7475

 

MARVIVO

Com quase 10 anos de carreira, a MARVIVO surgiu da vontade que seus integrantes sentiam de expressar suas ideias e vivências por meio  da música. Em dois anos de trabalho, o grupo gravou o primeiro álbum,  intitulado “Sentido Oposto” (2011).  A partir de 2012 a banda cria um tributo aos Paralamas do Sucesso/Titãs, incorporando trombone e teclado à sua formação, com isso, novas influências chegavam ao som da banda, como SKA, Reggae e Soul Music.

Depois de três anos de diversos shows no estado de São Paulo, os músicos lançam um novo EP: “Tudo Mudou” (2015). O single “A Nossa História” começa a tocar em diversas rádios do Brasil. Dois novos repertórios tributos são criados, abrangendo ainda mais os hits nacionais de todos os tempos: o especial “Skank-Paralamas-Titãs” e “Rock Brazuca”. Atualmente, a  MARVIVO é formada pelos músicos Alex Duarte (guitarra), Diego Moita (bateria), Daniel Dizioli (baixo) e Maurício Zacarias (trombone). 

Recentemente, o produtor musical Heitor Alves passou a integrar o grupo, assumindo a missão de novo vocalista. “É sensacional e uma responsabilidade muito grande fazer parte de uma banda que já tem quase uma década de história. Por conta da Marivo tenho estudado novas músicas e pude entender o sucesso do grupo por meio da dinâmica dos membros e da interação com o público nos shows”, relata. 

Acompanhe a MARVIVO nas redes sociais e shows:

~> FacebookYoutubeInstagramSoudCloud <~

Contato para Shows: (17) 98158-6147

 

PSICODELLA

Assim como a MARVIVO, a PSICODELLA também está nos palcos há quase 10 anos. O grupo formado pro Anie Doná (vocalista), Walter Poletti (guitarra), Hailon Vaçan (baixo) e Daniel Borsato (bateria) tem  material internacional no currículo. Em 2009 a banda teve composições lançadas em uma compilação ao grupo AC/DC. Na coletânea, além das versões da banda rio-pretense, outros grupos de renome participaram, como Guns ‘N Roses, Megadeth e o próprio AC/DC. 

No Brasil, os músicos já abriram shows de diversos nomes importantes do rock nacional. CPM 22, Titãs e Sepultura foram algumas das bandas que a PSICODELLA pode dividir o palco. A vocalista Anie Doná já cantou ao lado de Digão (Raimundos) durante apresentação do músico em Barretos (SP). 

Em 2016, a PSICODELLA gravou seu primeiro disco no mesmo estúdio por onde passaram ícones do rock nacional, como Dr. Sin e Oficina G3. Segundo Walter Poletti, guitarrista do grupo, a banda prepara novo material já para 2018. 

Acompanhe a PSICODELLA nas redes sociais e shows:

~> FacebookYouTube Instagram <~

Contatos para Shows: (17) 99146-1458

 

MAESTRICK

A MAESTRICK, certamente, é uma das bandas mais conhecidas de São José do Rio Preto. Na estrada desde 2006, com dois discos já gravados, e as vésperas do lançamento do terceiro álbum, o grupo formado  por Fábio Caldeira (vocal/piano), Renato “Montanha” Somera (baixo/vocal), Heitor Matos (bateria/percussão)  e Neemias Teixeira (teclado) é classificado como uma “Aquarela Musical”. A nomenclatura veio após o elogiadíssimo álbum de estreia da banda, “Unpuzzle!” (2011), que uniu heavy metal progressivo com referências de outros segmentos artísticos. Foi graças ao primeiro disco que a banda pode se apresentar em festivais no Peru e na Argentina. 

Algum tempo depois do primeiro registro, a MAESTRICK homenageou as principais referências musicas da banda. O resultado foi o EP “The Trick Side Of Some Songs”, que inclui versões do grupo para clássicos dos Beatles, Pink Floyd e Queen.

No próximo mês, chega às lojas e plataformas digitais o novo disco, “Espresso Della Vita: Solare”. “O álbum é uma observação da vida humana como se fosse uma viagem de trem”, explica Fábio Caldeira. “Quando partimos, começamos um novo ciclo de aprendizado, é quando conhecemos pessoas, coisas, sentimentos e paisagens. Testemunhamos o embarque de novos passageiros, assim como o desembarque de outros, às vezes amados, até que um dia é hora de nosso próprio desembarque”.

O disco também representará as 12 horas do dia em 12 músicas diferentes. Levando em consideração a “história” de “Solare”, a banda já adianta um futuro material, “Espresso Della Vita: Lunare”. “Este registro será gravado e lançado separadamente, mas deve ser considerado um trabalho complementar ao primeiro. Não apenas em termos de conceito e letras, mas musicalmente o Lunare também será complementar ao Solare”, explica Fábio. A banda assinou, recentemente, contrato com a gravadora Marquee/Avalon que lançará o novo CD no final de maio no Japão. 

Acompanhe a MAESTRICK nas redes sociais e shows:

~> FacebookYouTubeInstagramSpotify  <~

Contatos para Shows: (15) 99134-3443

PROJETO R

A premissa de que “em casa de ferreiro o espeto  é de pau”, não se aplica no NERD MÍOPE. A equipe do site também faz parte de uma banda, a PROJETO R. O jornalista Marlon Ferri (baixo/vocal) e o editor de imagem/vídeo Renato Poloni (bateria) somam com o educador físico Roberto Poloni (guitarra/vocal) o power trio rio-pretense que une o o estilo rápido e enérgico de bandas como blink-182 e Green Day com as letras reflexivas e motivacionais de bandas como Rosa de Saron. 

Marlon e Roberto fazem música juntos desde 2005. Mas foi somente em 2013, em nova formação, que Renato assumiu as baquetas da banda do irmão e do amigo. O primeiro show do grupo aconteceu em 2014.

O trio já se apresentou em edições dos festivais ‘PLANETA ROCK’, ‘FOOD’N’MUSIC’ e ‘TEIA ROCK’. Em 2017 foi eleita, no site de aquecimento, por voto popular, a segunda melhor banda/música do PLANETA ROCK daquele ano. Em 2018 a PROJETO R lançará seu primeiro EP: “RESILIÊNCIA”. As músicas “Sempre Em Frente”, “Silêncio” e “Minha Cruz” são algumas das que compõe a gravação.

Acompanhe a PROJETO R nas redes sociais e shows:

~> FacebookInstagramYouTubeSpotify <~

Contatos para Shows: (17) 99737-6331

 

BÔNUS: 

LÉO CALDEIRA

Leonardo Caldeira, Léo Caldeira, teve seu primeiro contato com um instrumento musical aos 06 anos de idade, quando ganhou sua primeira guitarra. Depois de alguns anos insistindo no instrumento, Léo optou por aprender bateria, após insistência de amigos para formar uma banda.

Durante seis anos, o músico realizou diversos shows covers, incluindo duas participações no PLANETA ROCK. Quando completou a maioridade, e com o início da faculdade, Léo deixou a música de lado para focar nos estudos.

“Infelizmente nesse período, eu com 18 anos, perdi uma pessoa que era uma mãe pra mim,  minha avó paterna. No final deste mesmo ano terminei um relacionamento de dois anos. Foi um período complicado, e eu só tinha dois caminhos: seguir em frente ou continuar sofrendo. Escolhi seguir em frente. Fazendo o que eu amava de verdade, a música”, relata Léo, que, desde então, começou a estudar canto, composição e planejamento de carreira.

Para apresentar seu trabalho ao público, o músico criou um projeto chamado “20 anos e uma paixão”. Durante uma vez por semana postava uma composição nova em suas redes sociais. “Fiz isso por dois meses e os resultados foram incríveis. Recebi alguns conselhos de uma produtora de São Paulo e criei um projeto de composição para movimentar a cena musical na cidade, o “Casa das Letras”. Uma vez  por semana compositores vem até a minha casa pra compor. Os frutos estão por vir deste projeto!”. Embora tenha um repertório com sucessos do pop ao rock, Léo prefere compor dentro de estilos como o “SOUL” e a “MPB”.

Acompanhe LÉO CALDEIRA nas redes sociais e shows:

~> FacebookInstagramYouTube <~

Contato para Shows: (17) 98809-2310

Compartilhe nas redes sociais: